Twitter não considera racistas as declarações de Donald Trump

De acordo com a rede social, tuítes do presidente norte-americano contra quatro congressistas não se enquadram em "conduta odiosa"

O presidente Donald Trump foi acusado de usar o Twitter para fazer declarações preconceituosas, no último domingo (14). No entanto, a rede social comunicou ao The Verge que não considera o conteúdo dos tuítes uma "conduta odiosa", e por isso, não vai incluí-los no recém-criado sistema para limitar o alcance de conteúdo proibido.

Nos tuítes em questão, o presidente Trump ataca quatro congressistas dizendo que elas vieram de “países cujos governos são uma catástrofe completa e total” e mandando “voltar” para “os lugares totalmente quebrados e infestados de crime de onde vieram”.

As mensagens foram destinadas a Ilhan Omar, Rashida Tlaib, Ayanna Pressley e Alexandria Ocasio-Cortez, mulheres de cor que nasceram nos Estados Unidos, com exceção de uma delas. De acordo com a imprensa do país, os tuítes reforçam uma retórica racista e xenofóbica, sugerindo que as pessoas que não são brancas e os imigrantes não devem ser considerados cidadãos norte-americaos.

O fato aconteceu pouco tempo depois do Twitter anunciar que vai esconder declarações de figuras públicas que violam a política de conduta da rede social. Assim, os usuários podem escolher se desejam ver o conteúdo ou não.

Fonte: The Verge

Compras na internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar




RECOMENDADO PARA VOCÊ