Saiba como escolher o roteador ideal para você

Guia explica quais são as informações para ficar atento na hora de comprar um roteador. Confira!

Um item essencial e que não pode faltar praticamente em casas e escritórios fica por conta dos roteadores Wi-Fi, que como o próprio nome já sugere, servem para fornecer conexões sem fio. Apesar de ser um item já bem popular nos mercados, muita gente ainda acaba comprando um modelo que não funcione tão bem.

Este problema ocorre, é claro, por conta das diferentes configurações dos roteadores, que podem atender determinadas necessidades. Para lhe ajudar a fazer a compra certa, o Olhar Digital elaborou um guia contendo todas as informações em que você precisa prestar atenção nesta hora. Confira!

A velocidade da conexão

Para que você não acabe com uma velocidade menor do que a contratada para a sua rede, este é um dos pontos mais importantes a serem verificados no modelo do roteador a ser adquirido. Geralmente, em sua própria embalagem, você encontrará a informação da velocidade deles em Mbps.

Reprodução

A informação da velocidade que está nas caixas dos roteadores, conforme foi visto acima se refere a velocidade que irá trafegar em sua rede interna, ou seja, ela define a velocidade máxima para a transferência de arquivos, por exemplo. Entretanto, para que sua internet possa ser distribuída na velocidade máxima, é recomendado, mas não necessário ter um roteador com uma velocidade igual ou superior a de seu plano.

Caso você esteja em dúvida e prefira outro meio para verificar esta informação referente a velocidade de sua internet, basta conectar o seu PC de forma cabeada em seu modem e realizar um pequeno teste de velocidade no site do Speedtest ou do SIMET.

Roteador N ou AC

Cada roteador disponível no mercado acaba seguindo um protocolo diferente. Atualmente existem os modelos N e AC, sendo este último o mais recente. Entretanto, na prática, o que mais muda neles fica por conta da velocidade proporcionada, sendo ela:

  • Protocolo N – Entrega velocidades até 450 Mbps;
  • Protocolo AC – Capaz de entregar velocidades até 1300 Mbps.

Uma das vantagens de optar por um roteador de protocolo AC, além da velocidade, também fica por conta de sua compatibilidade com os padrões mais antigos, que são o b/g/n. Assim, caso você não tenha um dispositivo como um celular compatível com o padrão N, ainda é possível obter uma conexão com ele.

Reprodução

Single Band ou Dual Band

Outra informação importante e que precisa de bastante atenção fica por conta da frequência do roteador. Atualmente, os modelos do mercado trabalham na frequência de 2,4 GHz ou de 5,0GHz.
Enquanto a opção de 2,4 GHz tem um alcance maior, ela fica mais sujeita a interferências e tem uma velocidade menor. Assim, a rede de 5GHz possui um alcance menor, mas tem mais estabilidade e alcança maiores velocidades.

Reprodução

Nesta questão, outro aviso importante, fica por conta do cuidado com aparelhos mais antigos. Alguns notebooks e celulares do passado não são capazes de enxergar redes 5 GHz e, neste caso, terão que se conectar as redes 2,4 GHz. Portanto, é sempre bom realizar um teste quando possível para verificar a compatibilidade de seus aparelhos.

Portas Gigabit

Apesar do uso principal dos roteadores Wi-Fi ser é claro para conexões sem fio, existem pessoas que por diversos motivos não podem abdicar de uma conexão cabeada. Por sua vez, devido a questões de custo ou até mesmo técnicas alguns roteadores ainda contam com portas Fast Ethernet, que só entregam conexões até 100 Mb/s.

Reprodução

Desta forma, caso você possua uma conexão com a internet acima deste valor e planeje usar o PC de forma cabeada, é necessário optar por um roteador com portas LAN Gigabit (10/100/1000).

Antenas

Como você deve notar na maioria dos roteadores, eles acompanham em seu corpo antenas, que ajudam a propagar o seu sinal. Apesar de alguns modelos acompanharem antenas maiores, nem sempre isto significa um ganho de sinal.

Por exemplo, hoje, a maioria dos roteadores trazem antenas de 5 dbi, que são indicadas para locais com até dois pisos e poucos obstáculos. Assim, também existem outros dispositivos com antes de geralmente 6 até 9 dbi, sendo que elas conseguem propagar melhor o sinal em um ambiente com obstáculos, sem necessariamente aumentar o alcance que seu Wi-Fi cobrirá.

Reprodução

Por fim, em relação as antenas, vale lembrar que uma antena para um roteador no padrão N consegue atingir velocidades de 150 Mbps, enquanto para um roteador AC, a velocidade que a antena alcança pode chegar até 450 Mbps.

Conclusão

Na hora de adquirir um roteador, você sempre precisa estar atento a todas estas informações mencionadas acima e não apenas a sua velocidade ou quantidade de antenas. Como foi explicado, a maioria dos roteadores podem funcionar bem, mas que para isso ocorra, eles devem ser utilizados de acordo para o que são projetados, caso contrário, eles apresentarão oscilações.

Pronto! Agora, você já sabe quais informações checar antes de comprar um roteador para a sua casa ou escritório.

Compras na internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar




RECOMENDADO PARA VOCÊ