Zuckerberg está na mira da dos órgãos reguladores dos EUA

Os problemas de privacidade do Facebook estão sendo mostrados, um a um. Há pouco tempo, revelou-se que o Instagram armazenou milhões de senhas em texto simples. agora, quase como em um esforço para chamar a atenção para o problema da privacidade, os reguladores federais dos Estados Unidos estão procurando maneiras de tornar Mark Zuckerberg pessoalmente responsável pelas falhas de sua empresa.

De acordo com o The Washington Post, os reguladores da FTC que investigam o Facebook estão analisando as declarações anteriores do chefe da empresa sobre privacidade para questionar a sua liderança.

Diversas agências federais lançaram sua própria investigação sobre o escândalo da Cambridge Analytica depois que explodiu em 2018. Foi quando um dos funcionários da empresa de consultoria política revelou que colheu milhões de dados de usuários do Facebook sem seu conhecimento e os usou para fins políticos. No momento, a rede social está sendo investigada pela FTC, pelo FBI, pela Comissão de Valores Mobiliários e pelo Departamento de Justiça.

Embora a FTC normalmente não responsabilize os executivos pelas práticas de negócios de suas empresas, ambos os membros democratas apoiam os executivos alvo quando apropriado. A comissão até considerou focar em Zuckerberg durante seu último acordo com a rede social em relação a outra questão em 2011, embora tenha decidido não fazê-lo. Se a agência responsabilizar o executivo pelos problemas de privacidade do Facebook, isso poderia obrigá-lo a certificar periodicamente as práticas de privacidade da rede social com sua diretoria. Em outras palavras, Zuckerberg que se cuide.


Via: Engadget

Compras na internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar




RECOMENDADO PARA VOCÊ