Uber demite cerca de 100 funcionários do time de carros autônomos

Os planos de carros autônomos do Uber podem ter sofrido um grande baque. A companhia confirmou nesta terça-feira, 11, a demissão de cerca de 100 funcionários ligados ao desenvolvimento desses veículos. A maior parte do time estava localizado na cidade de Pittsburgh, que era um dos principais centros de pesquisa da companhia.

De acordo com a publicação do Quartz, os cortes no Uber atingem a equipe de operadores de veículos. Esses profissionais eram responsáveis por monitorar os carros autônomos durante os testes nas ruas, mas a empresa teria decidido acabar com a posição. Apesar da demissão, alguns dos funcionários demitidos podem conseguir se realocar dentro do próprio Uber.

Fontes ligadas à empresa teriam revelado que a companhia pretende substituir os empregos por 55 novos postos de “especialistas de missão”. Esses profissionais seriam treinados para atuar tanto nas estradas como em tarefas de análise mais avançadas, fornecendo feedback mais técnicos para os desenvolvedores.

Em março deste ano, um veículo autônomo do Uber atropelou e matou uma pedestre no estado americano do Arizona. O caso fez com que a empresa suspendesse seus testes em todos as cidades nas quais possuía centros de pesquisas. Isso, inclusive, pode ter pesado na decisão de extinguir a vaga de operadores.

Apesar dos cortes na equipe, um representante do Uber fez questão de dizer que os planos da empresa para veículos autônomos não chegaram ao fim. “Nosso time continua engajado em construir tecnologia de direção autônoma segura, e nós estamos ansiosos para retornar para as estradas públicas nos próximos meses”, disse a companhia.

Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ