Samsung Galaxy S8: ainda vale a pena comprar o smartphone?

O Galaxy S8 continua sendo um ótimo smartphone, mas, antes de comprá-lo, espere o lançamento do Galaxy S10 acontecer

Os tempos mudaram desde que a Samsung lançou o Galaxy S8 e o Galaxy S8+. A nova série Galaxy S10 está prestes a ser anunciada e, ainda em fevereiro, a gigante sul-coreana deve colocar no mercado o seu primeiro smartphone dobrável. Levando em consideração este cenário, será que ainda vale a pena comprar o Galaxy S8?

A renovação do mercado de smartphones acontece todos os anos e, com isso, as gerações anteriores ficam mais baratas. O Galaxy S8 foi anunciado em 2017, dando lugar para o Galaxy S9 em 2018. Apesar da atual geração ser a menina dos olhos dos consumidores neste momento, optar pelo Galaxy S8 ainda é uma boa opção.

É claro que ainda não temos a confirmação dos valores dos novos Galaxy S10, S10e e S10+, mas levando em consideração as especificações técnicas já vazadas e outros rumores, este dispositivo não será nada barato, especialmente, a variante com suporte para a tecnologia 5G.

Correndo o risco me contradizer em um mês, como dona de um Galaxy S8, afirmo que o carro-chefe da Samsung de 2017 ainda é um concorrente de peso para qualquer smartphone em 2019. Eis os motivos:

Será atualizado para o Android Pie + One UI

A Samsung já começou o teste beta do Android Pie para a série Galaxy S8 e, a previsão é de que até março o sistema operacional do aparelho esteja estável e seja liberado para todos os modelos da série.

Com o update do sistema, o Galaxy S8 e o Galaxy S8+ contarão também com a nova interface do usuários da Samsung, One UI, que trará novidades na forma como usamos o aparelho, em especial, para a utilização do celular com apenas uma das mãos. A ideia é tornar o SO da Samsung mais parecido com aquilo que temos no Android puro, do Google, pelo menos em termos de usabilidade.

Mesmo que o dispositivo não venha a receber o Android Q em 2020, a Samsung ainda vai cuidar das atualizações mensais de segurança do aparelho.

Hardware competitivo

No Brasil, o Galaxy S8 foi anunciado com o processador Exynos 8895, equivalente ao Snapdragon 835, de 10 nanômetros, e 4GB de memória RAM. O modelo Plus possui uma variante de 6GB de memória RAM. A tela do dispositivo é QHD+ e a tecnologia de áudio UHQ oferecem uma excelente experiência de consumo de mídias. E, tenha certeza, estas qualidades não são encontradas em praticamente nenhum intermediário do mercado.

O aparelho conta com a possibilidade de expansão do armazenamento interno em até 512GB, tem Bluetooth 5, entrada para os fones de ouvido da AKG, USB-C e conta com a tecnologia de carregamento rápido da bateria. Além disso, é resistente à água (IP68).

Entre os recursos do software, a Samsung conta com opções exclusivas como o Samsung Cloud e a Pasta Segura, acessível via biometria. Aliás, o S8 conta com leitor de íris e leitor de impressão digital, e ainda pode ser desbloqueado com o uso conjunto da função de reconhecimento facial.

Por fim, a bateria de 3.000mAh pode deixar a desejar, mas nada que não possa ser compensado com o carregamento do aparelho pelo menos uma vez ao dia. O que pode levar em média 1h20min para sair de 20% para 100%.

Excelente câmera

O Galaxy S8 possui uma câmera excelente, com recursos avançados de smartphone topo de linha e, apesar de não contar com o modo “retrato”, o fundo das imagens pode ser sempre desfocado com o auxílio do Google Fotos.

A câmera do S8 recebeu o recurso Super Slow-Mo do Galaxy S9, bem como o Emoji AR. Eu utilizo o Pixel 3 hoje em dia e, mesmo que a câmera do aparelho seja ótima, o Galaxy S8 ainda faz um trabalho muito melhor em vídeos, tanto no quesito imagem quanto qualidade de áudio.

Design único

O carro-chefe da Samsung de 2017 marcou a mudança do design da série e, sinceramente, depois dele, nenhum outro Galaxy S conseguiu surpreender pelas linhas arredondadas. A introdução da Tela Infinita faz desta geração a mais elegante de todas.

É claro que a ausência dos alto-falantes stereos é sentida no dispositivo quando comparado ao Galaxy S9, mas, no conjunto da obra, o Galaxy S8 deixa muito pouco a desejar ao seu sucessor.

Preço mais acessível

Durante o mês de novembro do ano passado, marcado pela Black Friday e pelas compras de Natal, o Galaxy S8 chegou ao seu preço mais baixo de acordo com a análise de preços do site Zoom. Porém, na véspera do anúncio da próxima geração, o valor do aparelho vem aumentado no varejo nacional.

Reprodução

Essa é uma estratégia normal das fabricantes e dos lojistas, que devem diminuir o preço das séries Galaxy S8 e Galaxy S9 um mês depois do lançamento da nova geração Galaxy S10.

O próximo grande evento do e-commerce nacional será o Dia das Mães, em 12 de maio. Logo, a minha expectativa é de que entre final de março e início de abril, o Galaxy S8 esteja disponível nas lojas por um preço bem mais acessível, a exemplo da Black Friday.

Reprodução

É claro que o Galaxy S8 não conta, por exemplo, com suporte para a tecnologia 5G. Porém, a previsão é de que o 5G esteja em uso no Brasil por volta de 2022, logo, este não é um motivo que desqualifique o celular.

Levando isso em consideração, afirmo que o Galaxy S8 ainda é uma ótima opção de compra, mas deve ser adquirido depois do lançamento do S10, não agora.

E aí, você concorda comigo?

Você faz compras Online? Não deixe de conferir a extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ