Review do Samsung Galaxy A7 2018: câmera tripla é um diferencial neste celular?

Smartphone intermediário se destaca pelas três câmeras traseiras, mas tem mais a mostrar. Acompanhe o review e saiba tudo sobre ele.

O Samsung Galaxy A7 (2018) é um dos mais recentes smartphones a fazer parte da  série Galaxy A. Também é o primeiro celular da gigante coreana a ter uma câmera tripla instalada atrás. Eu esperava que somente aparelhos topo-de-linha, como o Galaxy S ou Galaxy Note chegassem com este recurso, portanto, já surpreende um aparelho intermediário chegar tal funcionalidade. Mas as três câmeras oferecem vantagem suficiente sobre a concorrência? Bom, acompanhe o review e tire suas conclusões.

Galaxy A7 2018 - características físicas

Mantendo-se fiel ao seu DNA, a Samsung conseguiu evitar tanto a câmera protuberante quanto o popular entalhe, ou o notch, em inglês. Acho louvável a empresa não entrar nesta “onda”, é uma decisão acertada. A tela infinita, como ela nomeou, deixa mais área útil e mantém as dimensões ao tamanho da mão para pegar o telefone com conforto. São 15,6 centímetros de altura por 7,6 cm de largura que abrigam um display grande de 6 polegadas.

Reprodução

Galaxy A7 2018: tela grande em corpo com ótima ergonomia e traseira de vidro

As laterais são curvas o que ajuda ainda mais na pegada, e feitas em policarbornato. Os botões de volume ficam na direita, bem localizados ao alcance do polegar sem problema de ergonomia e, logo abaixo deles, está o botão liga / desliga, que também tem a função de sensor biométrico. Isso é algo bem interessante, pois além de economizar botão físico, agiliza o acesso ao aparelho. Vale dizer que essa ideia surgiu pela primeira vez em 2016, quando a Sony lançou a linha Xperia Z5.

via GIPHY


No Galaxy A7 2018, o sensor tem uma função a mais e que funciona muito bem: ao arrastar o dedo polegar para baixo, as notificações são exibidas. Ao repetir o movimento, o menu de acesso rápido aparece e, ao arrastar o polegar para cima, a cortina de menus sobe novamente. É um atalho que facilita o uso e, assim sendo, é bem-vindo.

A traseira é inteira de vidro e, por mais que seja resistente (e bonito) não recomendo usar sem um case de proteção. E recomendo fortemente, pois, se cair, afirmo sem medo de errar que ela vai quebrar. E a parte de trás é bem lisa mesmo e escorrega fácil.

Reprodução

Detalhe das três câmeras do Galaxy A7 2018 e o flash logo abaixo delas

Galaxy A7 2018 - Tela

Além das confortáveis 6 polegadas de tamanho, a resolução é de 1080 x 2220 pixels, chamada de FH+ ou Full HD plus. O “plus” está no fato da resolução ser maior do que a Full HD tradicional (1080 x 1920). Mas isso não significa uma definição sensivelmente melhor. É apenas porque a proporção da tela é wide ou “esticada” ou, em números, podemos dizer que é 18,5:9.

A tecnologia usada é a Super AMOLED, que deixa as cores mais vivas e o contraste e brilho atingem níveis altos, mantendo o equilíbrio para não deixar a imagem lavada ou escura demais. Traduzindo isso tudo: é uma telinha de cinema. As fotos e vídeos ficaram ótimas na tela do Galaxy A7 2018. A tecnologia Super AMOLED também é um item de smartphones top-de-linha e a Samsung vem utilizando em seus intermediários.

Galaxy A7 2018 - Configuração e desempenho

Este aparelho vem com processador Samsung Exynos 7885 octa-core e atinge frequência máxima de 2,2 GHz. A memória é de 4 GB e o armazenamento interno, você escolhe, pois há dois modelos do A7 2018: um com 64 GB e outro com 128 GB. Ambos aceitam cartão micro SD para expandir o espaço para mais 512 GB. A GPU (processador gráfico) é uma Mali G-71. Ele também pode usar dois chips de telefonia e o Android é o 8.0 (Oreo). No entanto, ainda não há previsão de quando será feito o update para o Android 9 (Pie). Enfim, é um smartphone intermediário com uma configuração de respeito.

O A7 2018 rodou jogos como Need for speed - No limits, Real Racing 3, Injustice 2 e PUBG. E se rodou esse jogos, então aplicações como Maps, Waze, navegar na internet com o Chrome, usar o Facebook, Twitter, Instagram, foram tarefas fáceis para o aparelho. Assistir a vídeos em alta definição, que consomem processamento, também foi uma experiência fluida.

A Samsung usa a interface que vem desde o Galaxy S7 e ela está muito bem ajustada ao Galaxy A7 2018. Alternar entre telas é algo fácil, sem “paradinhas” ou travamentos e a produtividade acaba sendo ótima. Aliás, foi no A7 2018 que a Samsung implementou um recurso que ainda nem está disponível para outros telefones mais parrudos como Galaxy S9, por exemplo.

Galaxy A7 2018 - Câmeras

É nesse item que está a maior novidade, a terceira câmera traseira. Primeiro vamosc falar sobre as características de cada uma delas: a primeira é a principal e tem resolução de 24 MP e abertura focal de f/1.7. Essa abertura permite capturar imagens mais nítidas, seja em ambientes com muita ou pouca luminosidade, pois permite a entrada de mais luz automaticamente.

A segunda câmera de 5 MP e abertura de f/2.2 é usada para controlar a profundidade de campo criando o chamado efeito bokeh, que desfoca o fundo e deixa o assunto (ou a pessoa ou objeto) nítido. 

E a grande novidade é a terceira câmera, que tem uma grande abertura focal, de 120°, nesse caso. Ela tem um campo de visão mais amplo para capturar objetos grandes mesmo quando estamos em uma distância curta deles.

Já a câmera de selfie tem 24 MP e flash ajustável em três níveis. Mas só recomendo o uso de flash para ambientes realmente escuros, porque sempre acabam estourando e deixando o rosto da pessoa como um fantasma. A câmera de selfie conta tambem com os emoji AR, onde é possível criar um avatar 2D parecido com você, com suas características reais.

Um diferencial é que o A7 2018 traz a Bixby, assistente pessoal da Samsung. Na câmera ela pode ler rótulos de vinho, acessar o serviço Evino e trazer o ranking desse vinho para lhe ajudar na compra. Além disso, traduz textos em tempo real, busca objetos no google, lê códigos QR e digitaliza documentos. Também é um extra interessante que funcionou bem e está presente em smartphones mais robustos da empresa como o S8, S9, Note 8 e Note 9. No entanto, ela ainda não está disponível em português que, segundo a Samsung, ainda se encontra em desenvolvimento.

O software da câmera ainda conta com otimizador de cena, que reconhece até 19 tipos de cena para ajustar a cor, o contraste e o brilho, para que o resultado da foto fique o mais fiel possível ao assunto fotografado.

Quanto aos vídeos, podem ser feitos em full HD (1920 x 1080) com estabilização e FHD+ sem estabilização. A qualidade obtida nos vídeos foi de ótima definição de imagem e muito estável.

São muitos recursos para fotos e, se funcionam, melhor ver as fotos abaixo para você mesmo tirar sua conclusão.

Fotos feitas pelo Galaxy A7 2018

Reprodução

A foto de cima foi feita usando a câmera principal. A de baixo foi feita com a lente grande angular. Ela captura muito mais informações na foto


Reprodução

O prédio da Galeria do Rock saiu completo na foto, graças a lente grande angular do Galaxy A7 2018


Reprodução

uma foto usando o foco dinâmico do Galaxy A7 2018


Reprodução

É possível usar o foco dinâmico tanto para o fundo quanto para o assunto


Reprodução

usando a câmera de selfie com o emoji AR personalizado que é feito com base nos traços do rosto


Reprodução

foto feita no modo otimizador de cena, que reconhece animais, flores e mais 17 tipos de cena

Reprodução

mais um teste usando o otimizador de cena. A identificação do objeto pelo software nessa foto foi melhor, trazendo as cores reais do assunto em questão


Galaxy A7 2018 - Duração de bateria

Este smartphone vem com bateria de 3.300 mAh de capacidade. É um pouco acima da média, uma vez que, geralmente, a capacidade gira em torno de 3.000 mAh. No entanto, os testes mostraram que em uso normal, a bateria dura um pouco mais do que um dia de expediente. Utilizo sempre o mesmo teste para todos os aparelhos que testo: tirei o Galaxy A7 2018  da tomada às 8h00 da manhã e usei para realizar algumas chamadas telefônicas que duraram o total de 25 minutos. Fiz 30 fotos e gravei 3 vídeos com 3 minutos cada um. Joguei durante 40 minutos e acessei o Youtube pelo Wi-Fi, durante 2 horas. O restante foi acessar redes sociais, postar fotos e acessar e-mails, além de usar um fone Bluetooth para ouvir músicas durante 1 hora.

No fim de um dia de expediente, às 18h00, a bateria tinha 36% de carga. E ela chegou a 10% às 20h20. Portanto, ultrapassou o prazo estipulado e ainda suporta mais algumas horas longe da tomada. O único ponto que não curti foi ele usar conector micro USB em vez de USB-C. Com tantos recursos de telefones parrudos, por que faltou justamente esse?

Galaxy A7 2018 - Preço

A versão com 64 GB de armazenamento interno sai por R$ 2.199 e o modelo com 128 GB tem o preço de R$ 2.499. Achei caro, logicamente. Mas se considerarmos os recursos que ele traz, até mesmo de celulares mais potentes da Samsung, o Galaxy A7 2018 pode valer o preço. Podemos dizer que o A7 2018 é um intermediário bombado, pois tem recursos de câmera, por exemplo, que o S8+ não tem. Mesmo o S9 plus, que traz duas lentes, não consegue capturar grandes paisagens de uma distância pequena como o Galaxy A7 consegue fazer. A terceira câmera talvez o tenha deixado mais caro que o concorrente, o Moto G6 Plus, que tem configuração semelhante, mas tem apenas duas lentes traseiras e  com bem menos recursos no software da câmera, inclusive na frontal também. Se a câmera for um item importante, talvez o A7 2018 tenha mais valor para você.

Galaxy A7 2018 - Resumo e Conclusão do review

O destaque desse smartphone intermediário está nas câmeras. A terceira delas, que é uma grande angular, consegue capturar mais informações de uma cena quando comparado a um celular que não a tem, mesmo quando falamos em smartphones topo-de-linha. Além disso, o software da câmera é repleto de recursos e que fazem a diferença se você curte tirar ótimas fotos com celular.

O A7 2018 também mostrou ótimo desempenho em qualquer aplicativo e a interface da Samsung está muito fluida e, portanto, produtiva para usar sem “travadinhas”. Ele também traz outros recursos de smartphones mais parrudos, como a tela Super AMOLED e grande espaço de armazenamento.

Portanto, o Galaxy A7 2018 é um intermediário “musculoso” que não faz feio frente aos smartphones mais caros e, claro, sem ter o preço deles. 

Compras para o Natal? Não deixe de conferir a extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ