MIT resolve uma das principais barreiras dos carros autônomos

Para que os carros autônomos possam se locomover com segurança, é preciso que as ruas sejam mapeadas e tenham sinalizações de trânsito. Caso contrário, eles não conseguem se localizar. Esta limitação impede testes com os veículos em estradas rurais, que são mal sinalizadas e não costumam estar nos mapas.

Segundo informações do The Verge, pesquisadores do Laboratório de Ciência da Computação e Inteligência Artificial (CSAIL) do MIT desenvolveram um sistema que permite que carros autônomos dirijam em estradas que não passaram pelo mapeamento 3D. O sistema MapLite combina dados de GPS com uma série de sensores que observam as condições do local.

O veículo utilizado nas pesquisas foi capaz de conduzir em diversas estradas secundárias não pavimentadas em Devens, em Massachusetts, e detectar com segurança a estrada com mais de 30 metros de antecedência. 

“Os carros usam esses mapas para saber onde estão e o que fazer na presença de novos obstáculos, como pedestres e outros carros”, diz Daniela Rus, diretora do CSAIL do MIT, em um comunicado. “A necessidade de mapas 3D densos limita os locais onde os carros autônomos podem operar.”

Para dirigir normalmente, o sistema define um destino final e o que os pesquisadores chamam de “meta de navegação local”, que deve estar no campo de visão do carro. Os sensores de percepção, em seguida, geram um caminho para chegar a esse ponto, usando o LIDAR para estimar a localização das bordas da estrada.

Confira o vídeo: 

 

Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ