Microsoft Store vende imitações de apps de código aberto (e gratuitos)

Segundo autor da reclamação, a loja não possui licenças e não dá créditos ao desenvolvedor do aplicativo original

A Microsoft Store pode até ter mudado de nome (anteriormente chamava Windows Store), mas isso não significa que os problemas antigos deixaram de existir. A loja ainda possui muitas vendas não autorizadas de aplicativos de código aberto - que, por padrão, deveriam ser gratuitos. O tema voltou à tona depois da puplicação de um texto com título "Não use a Microsoft Store" no fórum The Portable Freeware Collection.

"Este é um problema contínuo", o texto começa, "a Microsoft Store está repleta de versões comerciais que não passam de imitações". Com isso, ele quer dizer que a loja vende a réplica de um aplicativo que já existe sob um nome diferente.

O autor da publicação lista vários exemplos e um deles é particularmente impressionante: os de aplicativos pagos- ou com compra integrada- que replicam o app de código aberto ScreenToGif para, naturalmente, obter lucro.

O ScreenToGif é uma aplicação simples e poderosa. Ele permite que você crie gifs a partir do que esta na tela do seu dispositivo, com a webcam ou com vídeos armazenados. E o melhor de tudo é que ele é grátis e possui código aberto. Portanto, você deve se perguntar:  isso não significa que o uso comercial é permitido?

Sim, seu uso comercial é permitido. Contudo, créditos e licenças ainda são necessários para que possa ser utilizado. Justo o que a Microsoft Store não faz ao replicá-lo.

O GenBeta encontrou dois aplicativos que imitam o ScreenToGif. Primeiramente, o Screen Recorder & Webcam Recorder é apresentado como gratuito no Microsoft Store, mas avisa da presença de compras integradas (especificamente, o pagamento de US$ 2,99 para conseguir salvar seus gifs); e, em segundo lugar, encontrou o Screen Recorder Plus para o Windows 10 , que está à venda por US$ 29,99. Ambos pertencem ao mesmo desenvolvedor, winuwp.

Depois de testar o aplicativo gratuito, a Genbeta notou, assim como foi observado no fórum, que não existe nenhuma referência ao ScreenToGif ou a sua licença. Basta iniciá-lo e, depois de baixado através da Microsoft Store, a primeira coisa que ele faz é perguntar sua avaliação do app.

De acordo com o usuário que divulgou a informação, ele contou à Microsoft sobre o problema, mas quase um mês depois de ter feito isso, ele não observou nenhum movimento por parte da empresa. "Outros relataram que gastaram muito tempo em chamadas de suporte técnico para não receber nenhuma resposta", diz ele.

Fonte: Genbeta

Você faz compras Online? Não deixe de conferir a extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ