Inteligência artificial pode 'enxergar' através de paredes

Pesquisadores do Instituto de Tecnologia de Massachusetts desenvolveram uma inteligência artificial capaz de identificar movimentos de pessoas mesmo atrás de uma parede. Chamado de RF-Pose, o sistema de rede neural pode ser usado em conjunto com dispositivos sem fio para ensiná-los a detectar e estimar a posição de uma pessoa, mostrando tudo em um modelo 2D.

De acordo com o artigo publicado pelos pesquisadores, a IA transmite um sinal wireless cerca de 1.000 vezes menos potente do que o de Wi-Fi e “observa sua reflexão no ambiente”. Esses dados são usados pela rede neural como base para gerar a figura de um “esqueleto” humano e rastrear os movimentos em tempo real. O sistema, aliás, não fica limitado a apenas um corpo: ele consegue identificar até 100 deles em um mesmo ambiente.

O grande desafio encontrado pelos pesquisadores foi treinar o próprio RF-Pose. Como redes neurais precisam de dados para praticar, o grupo por trás do projeto precisou primeiro coletar milhares de exemplos de imagens capturadas manualmente tanto por câmera quanto pelo sinal de um dispositivo sem fio. As combinações de foto e sinais de rádio foram depois mostradas à Inteligência artificial, que aos poucos aprendeu sozinha a associar um dado ao outro.

As “aulas” foram tão eficazes que o sistema se tornou capaz de identificar movimentos usando apenas um sinal wireless, dispensando de vez a imagem de uma câmera. E como essas ondas de rádio conseguem atravessar obstáculos sólidos, o RF-Pose desenvolveu, de certa forma, o poder de “enxergar” através das paredes.

Além da privacidade

O desenvolvimento de um sistema do tipo levanta, é claro, algumas questões relacionadas à privacidade. Em teoria, seria fácil monitorar uma pessoa dentro da própria casa usando uma solução assim. Mas, de acordo com uma reportagem no site do próprio MIT, é justamente por isso que os pesquisadores planejam implementar um “mecanismo de consenso”. A ideia é que, com isso, o dispositivo usando o RF-Pose só comece a monitorar o ambiente depois que uma pessoa faça alguns movimentos específicos.

Fora isso, o sistema tem potencial para ser muito útil na área da saúde, nos cuidados de pessoas e também em resgates em desastres. A inteligência artificial pode ser usada para acompanhar o desenvolvimento de doenças como Parkinson e esclerose múltipla, para monitorar possíveis quedas de um idoso em casa e também para encontrar vítimas em um desabamento.

Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ