E-commerce usa Inteligência Artificial que permite aos cachorros 'escolher' suas compras. Confira o vídeo!

O Pet-Commerce, da Petz, uniu inteligência artificial, reconhecimento facial e aprendizado de máquina, para que os animais demonstrem gostar ou não de um produto na hora da compra online

O Olhar Digital já escreveu muito sobre reconhecimento facial, inteligência artificial e aprendizado de máquina, mas hoje falaremos de algo realmente inédito: a união de todas essas tecnologias para que cachorros "escolham" um produto. A novidade é um serviço online chamado Pet-Commerce, desenvolvido pela Petz, uma das maiores redes de petshops do Brasil. 

Não, você não entendeu errado. O recurso permite que o cachorro interaja com o site. A partir do que a câmera do notebook ou celular captar, a tecnologia de IA identifica se o animal se interessou ou não por um determinado produto. E, como podemos ver no vídeo abaixo, o procedimento não é complexo. O seu amigo precisa apenas ficar em frente a câmera e dar uma olhadinha no potencial presente. A ação foi criada pela Ogilvy Brasil e desenvolvida pelas empresas D2G Tecnologia e Hogarth.

Acessando o e-commerce da Petz, vemos um banner, que remete ao Pet-Commerce. Basta clicar nele para começar a compra — literalmente — do seu amigo. É preciso que a câmera do aparelho com acesso à internet capte toda a face do cachorro. Assim, a inteligência artificial consegue identificar o nível de interesse para a compra de determinado produto – representado por um gráfico de ossinhos que vão sendo preenchidos.

Reprodução

O aprendizado de máquina por trás dessa identificação se deu a partir de milhares de fotos de cachorros. “Escolhemos dezenas de raças e até animais sem raça definida. O olhar e as orelhas apontando em direção à câmera são sinais de um animal sem medo e sem desconfiança. Ao não ir para trás ao ver o site, significa que o cão gostou da brincadeira e se interessou pelo produto apresentado”, explica Leonardo Ogata, adestrador e profissional que auxiliou nesse treinamento da inteligência artificial.

Para construir a melhor experiência de navegação possível para os cachorros, foi desenvolvida a primeira Experiência do Usuário para caninos. Vários aspectos foram considerados: em primeiro lugar, a visão deles. Diferente dos humanos, os cachorros enxergam numa escala de amarelos e azuis. Além disso, eles não prestam atenção em imagens estáticas. Por isso, todos os produtos do Pet-Commerce são apresentados em forma de vídeos, na paleta de diversos tons amarelos e azuis. E, pra completar, o áudio também foi ajustado para melhorar a percepção do som por parte dos cães.

Reprodução

Ao clicar no site, o consumidor encontra todo o tutorial do sistema, que ensina o que deve ser feito para que seu cachorro “tenha voz” na hora das compras. É importante, por exemplo, que o som do computador esteja ligado pois, como não se pode sentir o cheiro, além do olfato, a audição é um sentido bastante importante para os cães. “É indispensável que o cachorro esteja bem, brincando, não há necessidade de pegá-lo no colo ou segurar a cabeça, o que pode até causar irritação; basta colocar a câmera bem de frente a ele, para que o equipamento possa captar da melhor forma possível as reações do pet”, detalha o adestrador.

A partir do momento que o item é escolhido pelo cachorro, ele vai para uma pré-seleção no carrinho. A compra só é efetuada depois da decisão do dono do animal (claro), que deve preencher todos os dados. “Como Pet-Commerce, ainda conseguimos estimular as vendas online e trazer novos clientes para a Petz”, destaca Zimerman. O presidente da Petz lembra que o Pet-Commerce é exclusivo para cães. Ainda não há estudos, mas, no futuro, ele pode ser expandido para gatos, por exemplo.

Se você é mãe/pai de pet ou gosta de criticar mães/pais de pets, esse e-commerce é um prato cheio. 

Compras na internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar




RECOMENDADO PARA VOCÊ