Calculadora do Windows 10 pode ganhar ferramenta de criação de gráficos

Depois de ter hospedado o open source do software do aplicativo no GitHub, Microsoft escolheu a sugestão de recurso "Modo Gráfico", primeira proposta de código aberto a ser adicionado à Calculadora

No início do mês, a Microsoft hospedou no GitHub o código-fonte aberto da Calculadora do Windows 10, com o objetivo de expandir os recursos do aplicativo. Entre mais de 30 sugestões no site, os engenheiros selecionaram o "Modo Gráfico". O recurso é a primeira sugestão de código aberto no GitHub adicionada à ferramenta.

No GitHub, programadores, profissionais de tecnologia da informação e outros usuários cadastrados podem contribuir em projetos e códigos. Com o open source, eles têm a liberdade de desenvolver e alterar configurações de software.

O recurso foi proposto por Dave Grochocki, um engenheiro da Microsoft que integra a equipe de desenvolvimento da Calculadora do Windows. O "Modo Gráfico" permite que se criem gráficos a partir de equações matemáticas.

O objetivo do upgrade, segundo Grochocki, é "fornecer uma excelente experiência dos fundamentos básicos de uma calculadora gráfica" e "dar suporte a todos os currículos básicos de matemática dos EUA". Para ele, a possibilidade de criar gráficos vai ajudar estudantes a aprender álgebra e, ainda, melhorar a criação, a interpretação e a compreensão de gráficos lineares, quadráticos e exponenciais e de funções trigonométricas.

"Recursos gráficos são essenciais para alunos que estão começando a explorar a álgebra linear. Atualmente, a Calculadora do Windows não tem as funções necessárias para atender às demandas dos estudantes", diz o engenheiro em uma publicação no fórum de usuários do GitHub.

Entre outras funções, Grochocki cita a comparação entre vários gráficos a partir de equações matemáticas, a exportação dos gráficos para compartilhamento ou incorporação ao Office ou ao Microsoft Teams e alteração das opções visuais das linhas.

De acordo com Grochocki, um importante diferencial da ferramenta é a gratuidade. "As calculadoras gráficas físicas podem ser caras, as soluções de software exigem licenças e configuração pelos departamentos de TI das escolas, e as soluções online nem sempre são uma opção", acrescenta. A calculadora está em todas as versões do Windows 10, o que aumenta os níveis de abrangência e acesso ao aplicativo em escolas ao redor do mundo.

Além do potencial de impacto positivo no setor educacional, a Microsoft também levou em consideração a constante solicitação dos usuários do sistema operacional por uma "calculadora gráfica". Ainda não há previsão de inclusão do recurso na Calculadora do Windows. Isso porque a sugestão de Grochocki no GitHub está atualmente marcada como "pré-produção".

Fontes: The Verge e ZDNet

Você faz compras Online? Não deixe de conferir a extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ