Amazon construirá novas sedes em Nova York e Arlington, nos EUA

A Amazon anunciou nesta terça-feira, 13, as cidades que receberão as suas novas sedes nos Estados Unidos. Uma delas ficará em Long Island City, em Nova York; e a outra ficará em Crystal City, em Arlington, Virgínia, ao sul da capital Washington

A corporação afirma que vai empregar mais de 25 mil pessoas em cada novo escritório. Além disso, a Amazon vai abrir um "Centro de Excelência de Operações" em Nashville que promete abrir mais 5.000 vagas, por um custo estimado em US$ 230 milhões.

Há meses a Amazon tem feito uma espécie de "licitação", abrindo para a competição das cidades norte-americanas a chance de sediar o HQ2, nome da nova sede da empresa. A decisão divulgada nesta terça é de que o escritório ficará dividido em duas sedes menores, uma em Nova York e outra em Arlington.

Para conquistar a chance de sediar o HQ2, cada cidade promete um pacote de incentivos fiscais diferente. Para a construção dos dois novos excritórios, a Amazon deve receber até US$ 2,2 bilhões em deduções de impostos. Mais de 230 cidades concorreram.

Em Nova York, a Amazon espera receber US$ 1,5 bilhão em incentivos fiscais por uma sede de mais de 370 mil metros quadrados. Em troca, a empresa promete gerar US$ 10 bilhões em impostos para o município ao longo dos próximos 20 anos, além de 25 mil postos de trabalho.

Já em Arlington, a Amazon deve receber US$ 573 milhões em incentivos fiscais por uma sede do mesmo tamanho. Nos próximos 20 anos, a empresa promete gerar US$ 3,2 bilhões em impostos como retorno ao município, além das mesmas 25 mil vagas de emprego.

O investimento total da Amazon na construção das duas unidades do HQ2 deve ficar em torno dos US$ 5 bilhões. As contratações começarão em 2019, juntamente com a construção dos novos prédios.

Você faz compras Online? Não deixe de conferir a extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ