Esquema usava CNHs falsas para obter cartões do Nubank

Quatro pessoas foram denunciadas pelo Minstério Público de Goiás por fraudar o Nubank utilizando documentos falsificados para obter cartões de crédito de forma ilegal, permitindo fazer compras sem preocupação com a fatura. Os acusados tinham acesso ao sistema do Detran-GO para emissão de CNHs falsas que eram usadas para solicitar novos cartões.

Segundo comunicado do MP-GO, um dos envolvidos no golpe ocupava um cargo no Detran, que permitia ter acesso a dados de motoristas. Com posse dessas informações, a quadrilha usava dados legítimos de pessoas, incluindo nome, data de nascimento e CPF para confeccionar CNHs com fotos adulteradas.

Também era parte importante do golpe que obter celulares de indivíduos que eram cooptados a participar do golpe; essas pessoas também precisavam tirar uma selfie com o documento falso para driblar o sistema de segurança do Nubank.

O MP-GO nota que, quando os golpistas conseguiam o crédito, usavam o limite para comprar o máximo de cerveja que conseguiam para revender o produto mais barato na cidade de Padre Bernardo. As pessoas cooptadas a participar do esquema recebiam uma parte do faturamento com as vendas ilegais.

Além dos quatro autores principais, o MP-GO também pretende apresentar denúncia contra mais trinta pessoas que participaram do golpe. Os mentores foram denunciados por estelionato, associação criminosa, falsificação de documento público e lavagem de dinheiro.

Vai às compras na BlackFriday? Não deixe de conferir a extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ