Brecha no Internet Explorer permite roubo de arquivos. Mesmo que você não use o navegador

A Microsoft já foi notificada sobre a falha, mas recusou-se a corrigir

Um pesquisador de segurança descobriu uma falha no Internet Explorer que permite que hackers invadam o sistema Windows e roubem arquivos do computador. De acordo com John Page, autor da descoberta, o problema está em arquivos MHT- padrão que o IE salva as páginas a Web. 

O Windows continua utilizando o Explorer para executar arquivos MHT, ou seja, qualquer arquivo desse tipo recebido, mesmo que aberto em outro navegador, continua deixando uma brecha para invasão através do IE. Desse modo, mesmo que o usuário não use o IE como navegador padrão, ele continuará sujeito a invasões, enquanto tiver o software instalado no seu sistema.

"Isso pode permitir que atacantes remotos possam potencialmente infiltrar arquivos locais e realizar reconhecimento remoto em informações de versões do programa instaladas localmente", disse Page. Segundo o pesquisador, um outro problema está na facilidade de desativar o alerta de segurança no navegador Windows. Quando executa um arquivo MHT manipulado de forma maliciosa, o Internet Explorer pode ficar sem exibir qualquer notificação de perigo, como faria com arquivos de outro tipo.

A falha foi percebida em testes com Windows 7, Windows 10 e servidor Windows 2012 R2, disse Page.  A única boa notícia, provavelmente, é que o Internet Explorer é usada por uma parcela ínfima de internautas Contudo, se o navegador ainda estiver presente no computador, o sistema será enganado para abrir um arquivo MHT com ele. 

Microsoft não deu muita atenção 

Page disse que notificou a Microsoft sobre esta nova vulnerabilidade do IE em 27 de março, mas a empresa se recusou a considerar o bug para uma correção de segurança urgente em uma mensagem enviada para o pesquisador na semana passada, 10 de abril.

"Determinamos que uma correção para esse problema será considerada em uma versão futura deste produto ou serviço", respondeu a Microsoft. Porém, o pesquisador decidiu que a falha era grande demais para ser ignorada, e publicou informações em detalhes sobre o assunto no seu site, junto com um vídeo de demonstração no Youtube. 

Os MHT têm sido um meio fácil para hackers implemetarem malwares em sistema operacionais. Portanto, arquivos desse tipo devem sempre ser verificados antes de aberto, principalmente enquanto a Microsoft não toma uma atitude sobre o assunto. 

Via: ZDNet


 

 

Compras na internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar




RECOMENDADO PARA VOCÊ