Busca

Apenas em Carros e Tecnologia Em todo o site

Volkswagen pretende reviver o conceito dos buggys com melhorias consideráveis

A empresa criou uma versão à bateria que pode ser recarregada por energia elétrica e tem a vantagem de ser altamente personalizável

Lançado nos anos 60, o Buggy foi um enorme sucesso na época, mas, com o tempo, caiu em desuso em todo o mundo. No Brasil, especialmente em regiões com praias e dunas, como no Nordeste, ele ainda é bastante usado para passeios.

Com a chegada dos veículos com sistemas sustentáveis, a Volkswagen decidiu reinventar o conceito e criou uma versão que aposta em design minimalista e motor movido a energia elétrica. Chamado de ID Buggy, ele foi anunciado durante o Salão de Genebra.

O veículo une o retrô e o futurista, porque tem design clássico (sem portas e sem teto) aliado a inovações tecnológicas. O novo buggy vem com bateria de lítio de 62 kWh integrada ao piso, além de motor de 204 cavalos de potência na parte traseira. O modelo tem dois lugares (mas pode incluir mais dois) e uma cabine resistente a líquidos, como água.

A grande novidade do automóvel é a possibilidade de personalização: assim como no original, é possível acrescentar outro motor na parte dianteira para melhorar a tração dos pneus em terrenos acidentados ou modificar todo o corpo superior — como ele é separado do chassi, permite inúmeras possibilidades de personalização.

Motor mais forte

O buggy original era leve e tinha motor robusto, embora fraco. Na nova versão, graças a sua bateria, ele vem com sistema de propulsão que produz 204 cavalos de potência — o que é bastante impressionante para um veículo desse porte. A bateria foi projetada para percorrer distâncias curtas, mas que exijam bastante do veículo.

Em terrenos sem muitos obstáculos, o ID Buggy vai de 0 a 100km/h em 7,2 segundos. Com os avanços nas tecnologias de carregamento por energia solar, talvez em um futuro próximo o veículo possa ter uma adaptação de placas solares para recarregar a bateria e melhorar sua autonomia.

A má notícia é que ainda não há previsão para sua chegada ao mercado — ou mesmo se ele vai chegar em algum momento. Apesar disso, ele pode abrir precedentes para que outras marcas pensem em veículos com o mesmo conceito.

Via: The Verge





Empresa cria menor dispositivo Lidar do mercado
Evija é o primeiro hipercarro 100% elétrico da Lotus
Inteligência Artificial sabe quando motorista quer música ou ar frio
Radares a laser mais baratos
Inteligência artificial pode preservar baterias de carros elétricos
Mercedes vai lançar SUV elétrico no Brasil em 2020
Daimler e BMW se unem para desenvolver sistemas de direção assistida.
Grandes marcas definem regras de segurança para carros autônomos
Tesla recupera momento ruim e bate recorde de vendas
Morre Lee Iacocca, o pai do Mustang
Ford cria sistema que acha vagas de estacionamento nas cidades
Apple trabalha em 'para-choque extensível' para seus carros
Intel e líderes automotivos definem regras para carros autônomos
20% dos brasileiros usam celular enquanto dirigem
Domino's começará a entregar pizzas com veículos autônomos
Uber e Volvo apresentam carro autônomo
Cortador de grama parece kart
Tesla mantém a promessa de lançar o sistema de direção autônoma antes de todos - ou quase isso
Mais um carro da Tesla pega fogo; agora na Bélgica
Já pensou em ter uma assinatura de automóvel?
Divisão de carros autônomos da General Motors ganha investimento de mais de US$ 1 bilhão
Um robô pode fazer abordagens aos motoristas em blitz e oferecer mais segurança aos policiais. Confira o vídeo!
Volkswagen lança Iniciativa de Mobilidade Inclusiva. Confira o vídeo
GM investe em carro semi-autônomo
Museu em LA irá expor carros icônicos de filmes ficção científica, HQs e até games
Startup vira centro das atenções para carros elétricos