Busca

Apenas em Carros e Tecnologia Em todo o site

Chipset da Qualcomm é primeiro passo rumo ao futuro dos veículos

É inevitável: em alguns anos, os veículos andarão sozinhos e os motoristas nem precisarão tocar em um volante. Mas antes de chegarmos lá, é preciso primeiro fazer com que os veículos se comuniquem com todos os elementos em torno deles. É isso que a Qualcomm pretende resolver com sua primeira solução capaz de conectar automóveis a praticamente tudo: o chipset Qualcomm 9150 C-V2X.

A sigla C-V2X significa “Cellular Vehicle To Everything” ou, em tradução livre, “veículo conectado a tudo via rede móvel”. Com o chipset, a empresa busca dar às montadoras uma tecnologia de comunicação que as ajudará a tornar seus veículos mais inteligentes, fazendo com que eles possam trocar informações com seus arredores – o que inclui tanto outros veículos quanto pedestres, infraestrutura rodoviária e a própria rede.

O objetivo é fazer com que um automóvel não fique limitado à rede GPS ao se comunicar com omundo exterior, o que ajudará inclusive na segurança. Ao adotar esta tecnologia, um automóvel pode, por exemplo, se comunicar com um semáforo que também usa uma solução similar, como explicou Helio Oyama, diretor de gerenciamento de produtos da Qualcomm.

Segundo o executivo, ao estabelecer a comunicação com diversos veículos ao seu redor, um semáforo inteligente pode gerenciar melhor o tráfego, definindo quanto tempo deve ficar aberto em um cruzamento para que o trânsito flua melhor. Um veículo equipado com essa tecnologia de ponta, por sua vez, pode se desligar e se religar automaticamente ao chegar a um semáforo.

A Qualcomm já começou a trabalhar a implementação do 9150 C-V2X em um projeto iniciado recentemente no estado do Colorado, nos EUA, em uma parceria com uma montadora e uma fabricante de eletrônicos. O objetivo é levar a tecnologia às estradas locais ainda em 2018, durante o verão norte-americano, que começa em julho.

Dispositivos que farão a comunicação de veículo para veículo e de veículo para infraestrutura serão implementados em carros da frota de oficiais de trânsito locais. Uma plataforma de dados “coletará e disseminará informações para dar aos operadores de estradas uma visão melhor da situação do tráfego e a capacidade de enviar informações críticas de segurança diretamente para os carros”, conforme explicou a empresa. O objetivo é ampliar os testes posteriormente e levar a solução a toda a indústria já em 2020. A nova era automotiva está mais perto do que nunca.





Domino's começará a entregar pizzas com veículos autônomos
Uber e Volvo apresentam carro autônomo
Cortador de grama parece kart
Tesla mantém a promessa de lançar o sistema de direção autônoma antes de todos - ou quase isso
Mais um carro da Tesla pega fogo; agora na Bélgica
Já pensou em ter uma assinatura de automóvel?
Divisão de carros autônomos da General Motors ganha investimento de mais de US$ 1 bilhão
Um robô pode fazer abordagens aos motoristas em blitz e oferecer mais segurança aos policiais. Confira o vídeo!
Volkswagen lança Iniciativa de Mobilidade Inclusiva. Confira o vídeo
GM investe em carro semi-autônomo
Museu em LA irá expor carros icônicos de filmes ficção científica, HQs e até games
Startup vira centro das atenções para carros elétricos
Tesla quer táxis autônomos já em 2020
Como funciona a tecnologia estudada pelo Brasil para detectar motoristas drogados
Vídeo mostra robôs SpotMini carregando um caminhão. Confira!
Tecnologia poderá ser usada para detectar motoristas drogados no Brasil
Conheça o primeiro carro da Xiaomi e por que ele não está distante do Brasil
Veja como funciona a mudança de pista do piloto automático da Tesla
Carro da Tesla flagra mulher em ato de vandalismo
Modo Sentinela dos veículos da Tesla grava mulher vandalizando um Model 3
Nova tecnologia esteriliza carros com a luz
Fabricante de carros diz que vai manter motoristas longe de germes e doenças
O modo
Tesla anuncia supercarregadores ainda mais potentes para carros elétricos
Volkswagen pretende reviver o conceito dos buggys com melhorias consideráveis
Hidrogênio está mais perto de ser o novo combustível veicular